Blog
Almanaque

Alexandre Cherman

Sábado Santo

Sabbatum Sanctum. Essa expressão em latim vem na esperança de amenizar o desvio que faço em homenagem à Semana Santa, pausando mais uma vez nossa ascenção cronológica rumo ao calendário atual para falar de outros assuntos, ainda que dentro da temática geral a que me propus. Mergulhados na cultura romana da época de Julio César, o latim é bem-vindo, espero…

A tradução literal, “sábado santo”, perde em popularidade para o nosso velho conhecido “Sábado de Aleluia”, espremido entre a Sexta-feira Santa e o Domingo de Páscoa. Em inglês, muitos o conhecem como “a véspera da Páscoa”. E isso é mais condizente com a realidade histórica…

A Páscoa é a grande celebração cristã. Se o Natal comemora o nascimento de Cristo, a Páscoa celebra sua ressurreição. E, convenhamos, o que é mais importante? (Ou, em outras palavras, nascer todo mundo nasce; ressuscitar é para poucos!) Não por acaso, a Páscoa respeita muito mais o calendário da época.

Jesus nasceu, viveu e morreu onde hoje fica Israel, região que, naquela época, estava ocupada pelos romanos. O calendário juliano não tinha nem 50 anos quando Jesus nasceu; não era de se esperar que judeus vivendo sob uma ocupação invasiva o adotassem.

Não. Os judeus usavam seu próprio calendário, que existe até hoje e é basicamente lunissolar. Os meses são lunares, 12 ao longo de um ano com 354 dias. Vez ou outra, obedecendo uma regra bastante complicada, cria-se um 13º mês, para tentar manter o ano civil em compasso com o ano astronômico (que nada tem a ver com a Lua, mas sim com o Sol). Daí o nome: lunissolar.

A Paixão de Cristo, portanto, ocorreu em data fixa no calendário judaico da época. Ao convertermos esta data para o nosso calendário atual, que deriva do juliano e é solar, acabamos com uma data móvel, que vaga pelos dias (e até meses) ao longo dos anos. E é por isso que que algumas comemorações eclesiásticas são móveis (vide a Quaresma e o feriado de Corpus Christi, por exemplo).

O cálculo da data da Páscoa em nosso calendário é altamente astronômico. O Domingo de Páscoa é sempre o primeiro domingo após a primeira Lua Cheia depois do Equinócio de Março. Simples assim. Boa Páscoa! ■

 

Primeiro de abril!
O hoax da semana