Blog
Selenotopografia

Vaz Tolentino

Tipos de formações presentes na superfície lunar (2ª parte)

Nos artigos anteriores começamos a falar sobre as palavras em Latim que definem as formações presentes na superfície lunar. Como dissemos, essas palavras foram atribuídas a partir do Séc. XVII para definir os diversos tipos de feições presentes na Lua. Esse tipo de nomenclatura clássica permanece vivo até hoje. Agora, continuaremos a apresentar alguns exemplos de cada tipo de formação lunar.

Exemplo: MARE (mar de lavas basálticas).


Mare NECTARIS. Foto executada pelo autor em ‎10‎ de ‎abril‎ de ‎2012, ‏‎04:46:54. Clique na imagem para ampliar.

As lavas escuras do Mare NECTARIS cobrem uma área de aproximadamente 101.000 Km2. Nas margens do Mare NECTARIS estão localizadas as proeminentes crateras MADLER, THEOPHILUS, CYRILLUS, BEAUMONT, FRACASTORIUS e BOHNENBERGER. A cratera fantasma DAGUERRE está localizada na parte norte do piso interno de Mare NECTARIS.

Exemplo: Mare CRISIUM.


Mare CRISIUM. Foto executada pelo autor em ‎19‎ de ‎fevereiro‎ de ‎2011, ‏‎02:11:04. Clique na imagem para ampliar.

Mare CRISIUM é o único mar do lado visível da Lua que tem suas lavas basálticas totalmente cercadas ou circundadas por “terras altas”. Ou seja, Mare CRISIUM é isolado de todos os outros “mares” de lava lunares. A jovem cratera de alto albedo e raios brilhantes a oeste de Mare CRISIUM é conhecida como PROCLUS (diâmetro: 28 Km e Profundidade: 2,4 Km).

Exemplo: MONS e MONTES (montanha e cordilheira).


Montes APENNINUS, Mons WOLF, Mons AMPÈRE, Mons HUYGENS e Mons BRADLEY. Foto executada pelo autor em ‎28‎ de ‎junho‎ de ‎2012, ‏‎21:06:30.Clique para ampliar.

A foto acima apresenta a cordilheira dos Montes APENNINUS, que formam a borda sudeste do Mare IMBRIUM. A cratera ERATOSTHENES (diâmetro: 58 Km, profundidade: 3,6 Km, LAT: 14° 30′ 00″ N e 11° 18′ 00″ W) localiza-se no extremo sul de Montes APENNINUS. A sudoeste de ETATOSTHENES localiza-se a cratera fantasma STADIUS (diâmetro: 69 Km, profundidade: 300m, LAT: 10° 30′ 0″ N e LON: 13° 42′ 0″ W).

Ao longo da cordilheira dos Montes APENNINUS existem algumas montanhas de destaque, dentre as quais merecem destaque o Mons WOLF(altitude: 3,5 Km, LAT: 17° 00′ 00″ N e LON: 06° 48′ 00″ W), Mons AMPÈRE (altitude: 3,0 Km, LAT: 19° 00′ 00″ N e LON: 04° 00′ 00″ W), Mons HUYGENS (4,7 Km, LAT: 20° 00′ 00″ N e LON: 02° 54′ 00″ W) e Mons BRADLEY (4,2 Km, LAT: 22° 00′ 00″ N, LON: 01° 00′ 00″ E).

Exemplo: OCEANUS (oceano de lavas basálticas).


Oceanus PROCELLARUM. Foto executada pelo autor em ‎31‎ de ‎agosto‎ de ‎2012, ‏‎22:54:24. Clique para ampliar.

O Oceanus PROCELLARUM (Oceano das Tormentas), que está identificado com letras brancas na foto acima, fica localizado no oeste–noroeste da face visível da Lua. Esse é o maior mar de lava basáltica da superfície lunar e, por isso mesmo, é chamado de oceano. Essa imensa formação de origem vulcânica ocupa cerca de 2.102.000 Km2.


Foto executada pelo autor em ‎04‎ de ‎março‎ de ‎2012, ‏‎20:54:48.Clique para ampliar.

A foto acima apresenta a região leste do Oceanus PROCELLARUM, que hospeda a jovem e proeminente cratera KEPLER (diâmetro: 32 Km, profundidade: 2,6 Km, LAT: 08° 06′ 00″ N, LON: 38° 00′ 00″ W) com seu sistema de raios brilhantes. ■

 

Tipos de formações presentes na superfície lunar (1ª parte)
Tipos de formações presentes na superfície lunar (3ª parte)